quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

A zona do Sotavento algarvio

Vamos conhecer a região onde vivemos. Chama-se Algarve e este distrito de Portugal está dividido em vários concelhos. Entrem connosco nesta viagem pelos vários concelhos do Algarve. Neste artigo vamos dar-vos a conhecer os diversos concelhos da zona do Sotavento algarvio.


........................................................................................................................................................................
TAVIRA
Tavira também é um dos locais elegidos pelos turistas e mesmo residentes, para visitar ou para passar umas magnificas ferias.Tem varias actividades que atraem até os mais receosos. Poderá ainda aproveitar para ir a ilha de Tavira, sitio magnifico que poderá frequentar através de barco, ou então poderá ainda visitar as famosas cabanas de Tavira.Tavira é uma cidade portuguesa no Distrito de Faro, região e subregião do Algarve, com cerca de 12 576 habitantes (censo de 2001).É sede de um município com 607,17 km² de área e 24 997 habitantes (censo de 2001), subdividido em 9 freguesias. O município é limitado a nordeste pelo município de Alcoutim, a leste por Castro Marim e pela parte ocidental do concelho de Vila Real de Santo António, a sudoeste por Olhão, a oeste por São Brás de Alportel e por Loulé e a sul tem litoral no oceano Atlântico. Fica na zona Sotavento (Algarve oriental).

ALCOUTIM
A travessia de barco encontra-se entre Alcoutim e Sanlúcar de Guadiana, a única ligação entre estas duas cidades, faz-se a partir do porto um pouco abaixo da Igreja Matriz.A Igreja Matriz de Alcoutim fica situada na margem do Rio Guadiana, que faz fronteira com a vizinha Espanha. Este portal extraordinário remonta ao século XVI. .O castelo, construído no século XIV, é um testemunho dos conflitos armados entre Portugal e a vizinha Espanha, de outros tempos. Foi reforçado no século XVII para resistir às crescentes ameaças de artilharia e somente em 1878 foi terminado o seu papel militar. Hoje em dia, o castelo alberga um museu, exibindo as ruínas das antigas muralhas e artefactos arqueológicos.Vista em direcção ao Rio Guadiana a caminho de Vila Real de St.António para Alcoutim na EN507.

CASTRO MARIM
As primeiras povoações nesta região, que muito provavelmente concentraram-se sobre o cerro onde encontra-se o actual castelo, remontam aproximadamente 5 000 anos antes de Cristo. Naquela época, Castro Marim estava situada junto ao mar e era possivelmente uma ilha. Por milhares de anos, a localidade serviu de porto para as embarcações que velejavam no rio Guadiana até às minas de ferro e cobre existentes a Norte. Durante a ocupação árabe foi edificada uma fortaleza, cujo núcleo deu origem ao actual castelo. Devido à sua localização estratégica junto à fronteira com o Reino de Castela, em Espanha, Castro Marim tornou-se, depois da reconquista pelos cristãos, a sede da Ordem de Cristo. Com a transferência do quartel general desta ordem militar e religiosa para Tomar, Castro Marim perdeu a sua importância e a sua população reduziu-se consideravelmente. O período de estagnação, originado pelo afastamento do mar e pela consequente perda da sua base económica – a pesca, a produção de sal e a construção de barcos – vem sendo ultrapassado com o recente desenvolvimento do sector turístico na região.

VILA REAL DE SANTO ANTÓNIO
Vila Real Santo António, pertence ainda ao concelho e cidade de Faro, ficando a apenas 80km do aeroporto. Têm 14000 habitantes. Vila Real de Santo António, situada na fronteira com a Espanha, foi desde a sua origem – provavelmente nos tempos dos Fenícios - um pequeno porto de pesca. Depois do grande terramoto de 1755, a cidade foi totalmente projectada e construída pelo Marquês de Pombal, um influente ministro de D. José I, Rei de Portugal (1750-1777), que também ordenou a construção do novo centro de Lisboa. A popular localidade turística de Monte Gordo, situada na costa e a 5 km a Oeste do centro de Vila Real, oferece ao veranista extensas praias de areias alvas orladas por pinheirais. A confortável travessia do rio Guadiana em ferryboat até à pitoresca cidade de Ayamonte, na margem espanhola, é um agradável programa alternativo.
Praias com bandeira azul 2008: Manta Rota; Monte Gordo; Lota; Santo António

FARO
Faro é a capital do Algarve, localiza-se na zona central do litoral algarvio, junto à costa atlântica, inserido na paisagem ímpar da Reserva Natural da Ria Formosa, uma das mais importantes da Europa. A Ria Formosa estende-se desde a Quinta do Lago até Cacela Velha, num emaranhado de esteiros e ilhas separadas do mar por uma linha descontínua e frágil de dunas. A visita da Ria (guiada) vale por vários compêndios de botânica, zoologia e ecologia tal a riqueza da fauna e a beleza escondidas por entre o emaranhado de esteiros e canais, e se, no final da vista, o visitante aproveitar para um mergulho nas Praia da Barrinha ou da Deserta, onde só se chega por barco, poderá certamente afirmar que já conhece o paraíso.As principais actividades económicas desta cidade, são a actividade piscatória, o turismo e a indústria. Foram os caminhos-de-ferro que trouxeram a esta cidade um crescimento urbano notório.O Aeroporto Internacional, a Universidade do Algarve e a localização dos principais serviços públicos e sedes distritais de bancos e empresas conferem a Faro o estatuto de cidade mais importante do Algarve. A universidade oferece aos estudantes vários cursos, e talvez também pelo clima, os estudantes do norte preferem vir estudar nesta cidade algarvia tórrida e cheia de alegria, vitalidade e juventude.As freguesias de Estói e Santa Bárbara, mercê das deslumbrantes paisagens que oferecem, valorizadas pela exposição a sul, ganharam a justificada fama de "golden places" que a importante comunidade de residentes estrangeiros ali fixados lhes vêm atribuindo. A proximidade dos melhores campos de golfe da Europa, da Marina de Vilamoura e do Aeroporto, a menos de 15 minutos a partir de qualquer ponto do concelho, a variada oferta comercial e de lazer, a abundante oferta gastronómica tradicional da região no triângulo Olhão/S. Brás de Alportel/Loulé de que Faro é o centro proporcionam excelentes oportunidades para o investimento em imobiliário turístico, quer na vertente residencial quer na vertente de puro investimento.
.
OLHÃO
Olhão tem origem na palavra árabe, «AL-HAIN», que significa "fonte"ou "nascente".Sucessivas modificações fonéticas e fonológicas, originaram o actual termo OLHÃO.Considerado a capital da Ria Formosa, Olhão apresenta boas condições para o desenvolvimento do turismo, em especial nas vertentes ligadas ao mar e às actividades náuticas, são estas as principais actividades económicas desta região algarvia.Na última metade do séc. XIX, a actividade comercial dos marítimos olhanenses, leva-os até ao Mediterrâneo Oriental, incluindo o Mar Negro. Daí trazem os padrões da arquitectura típica que aplicam na construção das suas habitações e que valeu a Olhão a alcunha de "vila cubista".A pouca distância de Faro (10 minutos), de Tavira (15 minutos) e dos campos de golfe de Vilamoura (25 minutos) e de Tavira (25 minutos), são factores que garantem uma boa visita e estadia a esta terra.

http://asmaravilhasdoalgarve.blogspot.com/

3 comentários:

manuel disse...

acho que tem coisas a mais, mas apesar de tudo ate esta bom

Villablog disse...

Hola, espero que no te moleste esto, pero quería comentarte que hasta
el próximo 19 de Marzo de 2011 se encuentra abierto el plazo para la
inscripción en el "II VillaBlog - Comarca de Doñana".

El "II VillaBlog - Comarca de Doñana" es un encuentro de Blogs que se
celebrará el próximo día 9 de Abril en Rociana del Condado (Huelva) al
que asistirán personas interesadas en el mundo de los Blogs (tengan o
no tengan uno) y que servirá para formarse, dar a conocer tu blog y
pasar una jornada de convivencia en un enclave rural con actividades
muy variadas. Puedes encontrar más información e inscribirte en Villablog.es

No te lo pierdas!!

Gertrudes Guerreiro disse...

Muito bom mesmo!